sábado, agosto 18, 2007

Cut!


Era uma vez uma faca de cozinha. Em nova, cortara pedaços sem conta. Agora, os traços custam a ficar, arranha apenas. "Esta faca está uma desgraça, há que comprar uma nova."."Podemos sempre mandar amolar","Nunca mais ouvi o som do amola-tesouras". É normal. Agora não há chuva. Lá mais para a frente, quando as nuvens se juntarem e o vento esfriar pode encostar a cabeça ao vidro e ouvir a triste canção que a transporta à infância "Ouves? Vai chover…", "Não digas isso avó".
A feira está cheia de gente e de som. Gente barulhenta e empoeirada. Anda-se para a frente ou tenta-se andar sem pisar ninguém. Defende-se o espaço (o nosso e o dos outros). Pára-se em frente a uma banca cheia de facas que brilham na sede do corte. "Porque não compramos uma destas? Estás sempre a queixar-te! Sabe-se lá quando aparece o amolador?" "Sim, escolhe uma dessas, vá". Deixou-se convencer. No fundo preferia esperar pela triste canção. Sabia que iria chegar. Gostaria de ouvi-la pela primeira vez que estava realmente à sua espera. Mas era uma mulher pragmática! Precisava de uma faca que a ajudasse, que facilitasse a sua vida. Comprou-se. Embrulhada em jornal, despe-se na cozinha. É lavada várias vezes em água e detergente por causa da gente empoeirada.
Pensa agora duas vezes. Qual delas usar?
Se tem a nova não pode escolher a antiga.Não faria sentido. Mas com as batatas sempre se desenrascou... Não, agora tinha a nova! O ritual começa. A batata já descascada, a faca que desliza até à mão … corta-se! "Bolas, mas se parei no momento certo, sempre o fiz, é mecânico, é sem pensar, sem calcular…" O que mudou afinal?

PEARL JAM-BETTER MAN
Waitin, watchin the clock, its four oclock, it's got to stop...
Tell him, take no more, she practices her speech.
As he opens the door, she rolls over...
Pretends to sleep as he looks her over
She lies and says shes in love with him, can't find a better man...
She dreams in color, she dreams in red, can't find a better man...
Talkin to herself, theres no one else who needs to know...She tells herself, oh...
Memories back when she was bold and strong and waiting for the world to come along...
Swears she knew it, now she swears he's gone.
She lies and says shes in love with him, can't find a better man...
She dreams in color, she dreams in red, can't find a better man...
She lies and says she still loves him, can't find a better man...
She dreams in color, she dreams in red, can't find a better man...
Can't find a better man
Yeah...She loved him, yeah...she don't want to leave this way!
She feeds him, yeah...thats why she'll be back again...
Can't find a better man

6 comentários:

jj disse...

E está tudo dito! :)

Jinhos.

Haddock disse...

o amolador....
ainda aqui assobia!! muito raramente, mas é fantástico ouvi-lo!! contrariamente às sinistras carrinhas de gelados...
cemremos, foste literalmente à faca... mas ainda bem que não foste cosida, como as batatas (para cozer..).

Matchbox30 disse...

Adoro esta canção! Tens mesmo bom gosto!!!!

Vanadis disse...

Lindo o texto. Adorei. =) Levamos tempo a habituarmo-nos às coisas novas e a desapegarmo-nos das coisas velhas.

poeta_poente disse...

felizmente em faro semanalmente se ouve o amola-tesouras... hoje de manhã vi-o mesmo a exercer o seu ofício! Só tenho pena que por existir esta periodicidade se tenha perdido o ditado popular...

Haddock disse...

excelente cantiga!

(não me conformo, cemremos, é com o facto de gostares do coisito... daquele... ai... do tal david...)