sexta-feira, maio 23, 2008

Bold

Nada mais
aqui havia.
Uma nau
d' verdade,
vento,mar,
largas ondas
de vontade.

2 comentários:

poeta_poente disse...

Escuto a chuva
Suave que cai
Por entre vales
E planícies em que me deito.
Rio que corres em mim
Antes fosses ribeiro, soalheiro,
Na noite
Caída por entre os dedos
Antes do amanhecer.

Matchbox31 disse...

Bem, anda tudo muito poeticamente inspirado!