segunda-feira, novembro 10, 2008

Doce e amargo

Comi hoje as minhas primeiras castanhas. Cortesia da minha direcção de turma. Lá estive (pacientemente) com eles a assar castanhas, para que pudessem vender aos colegas, professores e funcionários durante o intervalo. Ficaram radiantes! No meio de toda esta agitação consegui esquecer todos os textos depreciativos que tenho lido sobre os professores. Porque no fundo tudo se resume a isto: a uma sala cheia de caras, ora sorridentes, ora tristes; a uma explosão de emoções, a um pedido de ajuda, ao silêncio e ao barulho. É rir com disparates como "olha a super brown!" ou "somos os castanha hut"! É a rabugice da Inês e a teimosia da Tânia ... Algo que só quem é professor apaixonado consegue perceber. É dar mais do que receber. É receber cem e saber a mil. É isto, no fundo. Do ralho ao elogio. Do doce ao amargo.

Um comentário:

Van disse...

É exactamente isso!!!! :))) tanto na escola "normal" como na formação profissional :))