domingo, maio 24, 2009

Paródia ao poema anterior

Amanhece.
E a chuva foi embora,
deixando o rabo do lado de fora!
A varanda está pingada,
pairam núvens de carvão...
O sol espreita ainda a medo
-Será que posso,será que não?

Um comentário:

Nuno disse...

Eheh! Já se fazem poemas sobre o tempo e tudo! Mas que podia vir o sol de vez, lá isso podia :) Bom fim-de-semana!