terça-feira, julho 14, 2009

Noites de Verão

Outrora o tempo era largo, tinha vento...
Abriam-se os braços,corria-se à solta,
sem medo do alto, sem corda, sem ponta.
Os dias de Verão começavam sem terminar...
A lua era sol ... e o sol, teimava em ficar.
Empoleirados no muro, pernitas penduradas.
No largo do tempo, apenas o vento
... e as nossas gargalhadas.

Nenhum comentário: