sexta-feira, julho 24, 2009

Ser

(Escre)ver-me
nunca escrevi
sou
apenas um tradutor de silêncios
a vida
tatuou-me nos olhos
janelas
em que me transcrevo e apago
sou
um soldado
que se apaixona
pelo inimigo que vai matar.
Mia Couto

Um comentário:

Vani disse...

O mia couto esteve um destes dias no mesmo restaurante que eu! :D a safada da minha irmã é que lhe conseguiu o autógrafo.