terça-feira, setembro 14, 2010

O meu blog

O meu blog não tem conseguido sobreviver aos impulsos facebookianos. Mas o Cemremos será sempre o refúgio para onde volto, em dias de tempestade e de ventania. Aqui, o tempo não é imediato, é intemporal. Dou comigo a ler e a reler tudo o que fui escrevendo por aqui, pedaços de mim espalhados por meses,dias e anos.
O meu blog é uma máquina do tempo, passado, outrora presente e um dia futuro.

3 comentários:

Apple disse...

É exactamente como sinto o meu blog...memórias de mim, pedaços de tempo que, ás vezes, revisito.

Denise Martins disse...

Porque há coisas na vida demasiado importantes para serem esquecidas ;) Beijinho, gosto muito do blogue !

100 remos disse...

Denise: e há pessoas também! Como tu! Bjinho grande.