segunda-feira, julho 09, 2007

(Re)parar


Passamos pelas coisas sem as ver,
gastos, como animais envelhecidos:
se alguém chama por nós não respondemos,
se alguém nos pede amor não estremecemos,
como frutos de sombra sem sabor,
vamos caindo ao chão, apodrecidos.
Eugénio de Andrade

4 comentários:

Matchbox30 disse...

Vejo que também és amante das pequenas maravilhas da vida e da natureza...

Haddock disse...

ai a minha vida...

(... de comentador!)

jj disse...

Ai...!

Glup. (Mega engolir em seco).

Jinhos.

Orquidea disse...

Linnnnnndddddddooooooooooooo.......

E não é que é assim mesmo?