quinta-feira, maio 29, 2008

Pequena

Numa pequena brisa


amanhecemos corpos,


acordamos longe,


respiramos, de perto.


Numa brisa pequena


anoitecemos alma,


deitamos sonhos,


morremos, de certo.




2 comentários:

Matchbox31 disse...

É preciso morrer e nascer de novo.
Cada dia é assim...

Haddock disse...

morremos, de certo, mas em tempo incerto, espero!!