quarta-feira, abril 15, 2009

...and the best beginning ever!

A eterna novidade do mundo.
Hoje de manhã (bem cedo) fui presenteada com este arco-íris. E tal como criança "piquena" fiquei completamente maravilhada, como se fosse a primeira vez que tivesse visto um arco-íris. Porque para mim é sempre primeira vez. Ninguém o escreveu melhor do que ele. E de mim soltaram-se lágrimas feitas de sorrisos.

7 comentários:

LURBA disse...

Que imagem linda!!!
Que bom este despertar dos sentidos logo pela manhã!!!
;-DDD

Apple disse...

Adoro arco-iris!Fazem-me sempre sorrir e renovam-me!

Vani disse...

Também vejo o arco iris como se fosse sempre a primeira vez, mesmo sabendo do que é feito e como é feito.

Do caeiro-pessoa, gosto especialmente desta parte:

#O Mundo não se fez para pensarmos nele
(Pensar é estar doente dos olhos)
Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...#

O meu problema, é estar sempre em desacordo total com o mundo lol.

jj disse...

Wow! Breath taking!
:)))))))))))))

Jinhos.

P.S. Já me tinha esquecido desse poema do Alberto Caeiro. Também o li como se fosse a primeira vez... (E agora queria que alguém me oferecesse um girassol! - Está a chover tanto aqui...)

Nuno disse...

A M A Z I N G

Nuno disse...

Ah, o poema é magnífico também...

"Porque quem ama nunca sabe o que ama|
Nem sabe por que ama, nem o que é amar ... "

Magnífico

Obrigado por este momento!

Dylan disse...

São estas pequenas coisas que nos fazem viver... Excelente pormenor.